sexta-feira, 1 de março de 2013

A Comissão apresenta...


Principe Valiente e Supreme Soul, a 9 de Março, é o próximo concerto agendado para a Caixa Económica Operária pel'A Comissão.
A mesma organização de eventos já trouxe até nós, e também na CEO, nomes como Rainy Days Factory, Uni_Form, Alma Fábrica, The Underground Youth, Blaze & The Stars, Anarchicks, The Interzone, Inkilina Sazabra, Espelho Mau, Chanson Noire, e ajudou a trazer PunkSinatra, Capitão Fantasma e Rosa Crux.
A Comissão celebra o primeiro aniversário em Março. A propósito, o Pórtico entrevistou A Comissão e descobriu que se preparam surpresas e projectos de alargamento a outras áreas culturais dentro da mesma linha estética.





O quê, ou quem, é A Comissão?
Tal como é dito no nosso texto de apresentação, A Comissão é um grupo informal composto por três membros fundadores, eu (Bruno Cordeiro), a Isabel Ribeiro e o José Calixto, e estende-se por um grupo de colaboradores e amigos, unidos pela vontade de subverter as fórmulas que se foram instituindo na apresentação e usufruto cultural.


O projecto faz um ano de existência. Como surgiu e quais eram os objectivos?
Surgiu no rescaldo de um grupo anterior que se dissolveu e já que a vontade de organizar eventos se manteve em alguns dos membros, um novo grupo surgiu: A comissão.
Os objectivos são os comuns a todos os grupos que se propõem a trabalhar em prol da cultura, passam pela apresentação, divulgação, produção, mostra e integração de manifestações em diversas áreas da cultura, sendo que nos destacamos na forma, já que os nossos esforços serão sempre de forma colaborativa e sem visar o lucro pessoal. É neste último ponto que tentamos nos diferenciar. Pretendemos reunir todos aqueles que desejem esta experiência construtiva dentro dos parâmetros organizativos e estéticos do grupo.


A Comissão tem organizado eventos exclusivamente na Caixa Económica Operária. Pode-se considerar A Comissão um projecto ligado a este espaço?
Sim. Há uma relação afectiva mais ou menos duradoura com o espaço. O José Calixto colabora activamente na CEO desde os anos 90, eu (Bruno Cordeiro) fiz parte do público desde a mesma altura e colaborei pontualmente desde 2000, a Isabel Ribeiro chegou mais recentemente à CEO, mas será talvez a mais experiente na organização de espaços alternativos.
Todos os membros activos d'A Comissão são sócios da CEO. Existe por isso, além da ligação afectiva pelo espaço e pelas pessoas que fizeram e fazem a CEO, esta ligação formal que nos une a todos à cooperativa que nos cede a casa.


O que podemos esperar do futuro d'A Comissão?
O futuro próximo irá passar pela oficialização do grupo através duma associação cultural. Isto implicará o estatuto de sócios para todos os que nos visitem, mas sem encargos visíveis e algumas vantagens, que irão ser reveladas em breve.
Na calha já estão vários projectos de onde destacamos uma parceria com o Movimento Alternativo Rock para o fim do mês de Março e ainda o concerto com Reverend Beat-Man (Julho), para além do concerto/festa de aniversário que contará com os suecos Principe Valiente e os excelentes portugueses Supreme Soul, que será sem dúvida uma homenagem ao melhor que se faz hoje no post-punk dentro e fora de Portugal já no dia 9 de Março.
Estudamos também as possibilidades de iniciarmos incursões e colaborações noutras áreas como seja o cinema, teatro, artes plásticas e a literatura, projectos que pela dificuldade de execução tardam em sair da gaveta mas que têm merecido esforço da nossa parte.


É pois de ficar atento aos novos projectos d'A Comissão.







Etiquetas: , , ,

Comentários "A Comissão apresenta..."

 

Comentar