quinta-feira, 25 de junho de 2009

Agenda [actualizado]

EVENTOS

Heavens, programa de sexta
Sexta 26 de Junho, Heavens, Porto



The Final Hour
Sábado 27 de Junho, Metropolis, Lisboa



Bouquet of Dreams
Sábado 27 de Junho, Parke, Porto



Flashback
Sábado 27 de Junho, Pitch, Porto

Etiquetas: , , , , ,

terça-feira, 23 de junho de 2009

"Além" - J. K. Huysmans




Joris Karl Huysmans (J.K. Huysmans) escritor e critico de arte (Francês, 1848-1907) viveu sempre na linha entre o bem e o mal e, a certo ponto, a sua obra literária começa a reflectir isso, sendo “Além” (“Là-Bas”) um bom exemplo disso.
“Além” é, acima de tudo, um ensaio sobre o bem e o mal, disfarçado de romance com dados históricos mais ou menos ficcionados (referências a, pelo menos, um ocultista francês da altura é facilmente reconhecível ao longo da obra, o abade Joseph Boullan serve de modelo a uma personagem que pratica magia para conter o satanismo*) que resultam bem na ilustração dos caminhos, por vezes tortuosos, que percorremos na escolha e reconhecimento da fé.
Em “Além”, Huysmans cria “Durtal”, um personagem que, tal como o autor, deambula nesta dúvida entre o bem e o mal retratada aqui, sinais dos tempos, pela vontade do personagem principal, escrever uma biografia de Giles de Rais, Marechal Francês, (1404-1440), sádico e pedófilo que viria a ser acusado de satanismo e condenado pela morte de, pelo menos, 200 jovens. Ao longo da investigação, Durtal conduz o leitor por conversas com vários personagens, desde homens de fé simples (pessoas que nada questionam) a pessoas ligadas ás missas negras em Paris, sendo-nos a dada altura presenteada uma descrição pormenorizada do ritual, pormenorizadas são, também, as descrições das acções de Gilles de Rais, não aconselháveis aos leitores facilmente impressionáveis.
“Além” é um bom ponto de partida para quem gosta de ler e se questionar sobre a fé.

* - http://pt.wikipedia.org/wiki/Joris-Karl_Huysmans

Etiquetas: ,

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Eyaculacion Post Mortem - "De Los Muertos e Sus Costumbres"

É díficil enquadrar estes catalães num género especifico de musica, encontram-se, talvez, num electro-industrial com influencias de Horror-Punk tanto do agrado da comunidade mais ligada ao Deathrock.
Os Eyaculacion Post Mortem (E.P.M.) (des)constroem musicas que tão depressa parecem bandas sonoras de um qualquer filme de terror, como criam algo tão simples como só próprio punk pode ser. Nascidos em Barcelona de um grupo conhecido como "La Oscura Ceretonia", os E.P.M têm já 4 álbuns editados sendo este "De Los Muertos e Sus Costumbres" o 2º, editado originalmente em 2003 e reeditado em 2005 (será sobre esta ultima edição que versa a critica).
Se esquecermos o facto, no mínimo desagradável, de ouvirmos um ou dois arrotos durante a segunda musica do álbum, podemos considerar que ouve uma evolução do primeiro trabalho, "La Oscura Hermandade".
O álbum começa com uma espécie de exercício "Spoken Word" de laivos teatrais seguida pela desagradável e já referida "Gusanos". Seguindo de uma forma ainda instável uma linha entre um electro-punk e umas pérolas electro-industriais, entre as quais merecem o destaque do escriba a "La Maquina de Matar Humanos" e a "Tu Vienes de negro y Nosotros Volvemos de Gris".
Esta edição sendo especial brinda o consumidor com um video da "Me Cago
em Mi Puta Vida" e um poster que pretende ser um quadro Ouija.

3.25/5
O Alinhamento :

1. La Muerte de Bastian
2. Gusanos
3. Ectoplasmatica
4. La Maquina de Matar Humanos
5. Dejad Ke Los Ninos Se Acerken a El
6. Doctor Frankenstein
7. La Momia!!
8. Me Cago Em Mi Puta Vida
9. Tu Vienes de Negro y Nosotros Volvemos de Gris
10. Experimento E.P.M.

Etiquetas:

Paralitikos - "Alas de Cuervo"

Formados em 85, tiveram como primeiro nome “Vaccaciones en una Silla de Ruedas”, tendo posteriormente alterado o nome para Los Paralitikos, este grupo de Satander que já se apresentou em Portugal por duas vezes, a primeira para apresentar o disco “Alas de Cuervo” (Concertos em Lisboa e Almada em 2005) e a segunda, no ano passado, inseridos na festa promocional do Drop Dead Festival 2008 onde aproveitaram para apresentar o ultimo trabalho gravado, “Roma No Paga Traidores”.
Politicamente (re)activos e fieis à filosofia punk, são uma banda que não arranja grandes “amigos” na indústria e talvez por isso a distribuição dos seus trabalhos bem como o agendamento de concertos fora de portas limita-se à Península Ibérica.
“Alas de Cuervo” é um álbum que começa fiel às raízes punk dos membros do grupo, com o tema “Paralitikos”, evoluindo para sonoridades mais próximas do post-punk/horror-punk ao longo das 10 musicas que preenchem este trabalho, de onde se destacam “Sangre”, “El Tormento”, “El Hombre Ahogado” (onde se notam algumas influencias dos Cure velha guarda) e acabando com a muito boa “Lovecraft”.

O alinhamento :

1. Paralitikos
2. Mil Cadáveres
3. Alas de Cuervo
4. Sangre
5. La Caza
6. El Mar Muerto
7. El Tormento
8. Los Gusanos
9. El Hombre Ahogado
10. Lovecraft

3.75/5

Myspace

Etiquetas: ,

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Agenda [actualizado]

CONCERTOS

Marilyn Manson
Quarta 17 de Junho, Coliseu, Porto


EVENTOS

Tributo a The Cure
Sexta 19 de Junho, Metropolis, Lisboa



Hit This
Sábado 20 de Junho, Wait, Porto



Alternative Night
Sábado 20 de Junho, Heavens, Porto



Noite Artística
Domingo 21 de Junho, Atelier, Porto
Organização Abismo Humano

Etiquetas: , , , , , , , ,

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Agenda [actualizado]

CONCERTOS

Lisbon Calling: The Tubes + Carbon/Silicon + Foreigner + Madness
Terça 9 de Junho, Pavilhão Atlântico, Lisboa


EVENTOS

Heavens, programa de terça
Terça 9 de Junho, Heavens, Porto



Placebo: "Battle for the Sun Release Party"
Quarta 10 de Junho, Metropolis, Lisboa


Metropolis: 1 º aniversário com DJ Bruno Kramm [Das Ich]
Sábado 13 de Junho, Metropolis, Lisboa



Dark Night
Sábado 13 de Junho, Heavens, Lisboa



Synergy
Sábado 13 de Junho, Teatro Virgínia, Torres Novas

Etiquetas: , , , ,

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Lady in The Water (2006)



"Lady in The Water" é um filme de M. Night Shyamalan que, segundo tenho lido aqui e ali, sofreu duras críticas. Não é certamente um filme à altura de "Sexto Sentido", nem sequer do mais recente "The Happening", mas é sem dúvida superior a "Unbreakable" (desconheço o título em português). Não concordo com o resumo que apresenta o filme como "um conto de fadas", embora relate a história de uma ninfa do mar que vem ao mundo dos homens para os inspirar a ultrapassar a violência e o desespero. Acho que nunca a inspiração foi tão necessária à Humanidade, seja em forma de ninfa ou de presidente dos Estados Unidos, e suspeito que as críticas a este filme não sejam puramente cinematográficas, mas que aquilo que realmente se critica é a vontade de acreditar, seja no que for. Há cada vez menos crentes.
Mas quem ainda deseja acreditar, ou quem ainda, contra tudo e contra todos, acredita no poder da inspiração, poderá ver o filme com algum agrado.

13 em 20

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Agenda [actualizado]

CONCERTOS

Festival Fade In: Baby Dee
Sexta 5 de Junho, Teatro Miguel Franco, Leiria




Lisbon Calling: The Tubes + Carbon/Silicon + Foreigner + Madness
Terça 9 de Junho, Pavilhão Atlântico, Lisboa


EVENTOS

DJ Morcego
Sexta 5 de Junho, Metropolis, Lisboa


Kaotic Visions
Sexta 5 de Junho, Heavens, Porto



Back to the 80's
Sábado 6 de Junho, Metropolis, Lisboa



Somewhere In This World Stalks a Thing That Is...
Sábado 6 de Junho, Heavens, Porto

Etiquetas: , , ,

Trent Reznor critica Marilyn Manson

Notícia Blitz:

Trent Reznor (NIN) contra Marilyn Manson: "Ele tornou-se um palhaço drogado"

Mentor dos Nine Inch Nails continua a soltar farpas em todas as direcções. Agora o alvo é o seu antigo protegido, que acusa de o ter "apunhalado pelas costas".

Trent Reznor, líder dos Nine Inch Nails, voltou a afiar a língua para falar de um colega de profissão: depois de Chris Cornell, Prince e Rivers Cuomo (Weezer), o alvo da descarga verbal é Marilyn Manson.

Em entrevista à revista Spin, Reznor não poupou palavras para falar sobre o antigo protegido (Marilyn Manson foi apresentado ao mundo pela Nothing, editora de Reznor que lançou a estreia discográfica do músico).

"É um gajo malicioso, passa por cima de qualquer pessoa para chegar ao sucesso e cruza qualquer linha de decência. As drogas e o álcool regem a sua vida neste momento. Ele tornou-se um palhaço drogado", disse Reznor para de seguida acrescentar: "Costumava ser o gajo mais esperto da sala. E, enquanto fã dos seus talentos, espero que consiga endireitar-se".

"Starfuckers, Inc.", um dos singles do álbum The Fragile , que os Nine Inch Nails editaram em 1999, terá sido escrita por Reznor a pensar em Manson, apesar de o Antichrist Superstar ter chegado a aparecer no teledisco da canção e assim ter dissipado os rumores de zanga entre os dois músicos.

"As coisas ficaram feias entre nós e eu não estou isento de culpa. Apesar disso, grande parte do problema vinha de um gajo vingativo que finalmente saira debaixo da asa do mestre e foi capaz de o apunhalar pelas costas", acusa ainda Reznor.
Recorde-se que os Nine Inch Nails têm regresso marcado a Portugal. A banda de Reznor actua a 31 de Julho no palco do festival Paredes de Coura.

Etiquetas: , ,