sábado, 16 de outubro de 2010

La Chanson Noire e Mr. Joe Black, Maxime, Lisboa, 15 de Outubro de 2010

Já havia aqui falado antes, a propósito de um concerto de La Chanson Noire no Musicbox, sobre o profissionalismo do homem, ontem, além disso, Charles evidenciou uma faceta bastante comunicativa, bem humorada (quem sabe inspirado pelo local e quiçá, pelo Joe Black que viria a seguir) e um à vontade em palco que não é para qualquer um. Assumiu erros, brincou com eles e com o publico.
O alinhamento foi composto por temas incluídos no álbum novo, “Valsa de escombros” terá sido a excepção, “Canção dos Mortos”, “O Meu Amor Tem a Força de Uma G3 e “Uma Canção Decente” apareceram, esperei pela excelente versão de “Hollow Hills” mas não estava marcado e o alinhamento, tendo em conta quem vinha a seguir, foi bem escolhido.
Chanson Noire aqueceu o publico com a voz e o humor que o caracterizam para... 

Mr. Joe Black,

cuja entrada em palco me levou para um imaginário Tim Burton. A páginas tantas perguntava-me se estaria na fábrica de chocolate acompanhado do Charlie ou pelo chapeleiro da Alice, a ouvir covers e originais de um artista com uma postura muito própria, apesar destas referencias. A sua amplitude vocal é tão fascinante como o humor, “Kick a Baby” e “No Butts”  (The Anal Sex Song) são bons exemplos disso e arrancaram alguns sorrisos (ainda que envergonhados) da plateia.
Não houve lugar para dúvidas, estávamos perante um artista de cabaret e assim, durante a hora que por ali estivemos houve espaço para um “Creep” especial, um bom “missed me” dos Dresden Dolls, britney Spears, aquilo que penso ter sido Lady Ga Ga e um ”money makes the world go around” com sotaque e tudo. Pelo meio ficaram três das “canções amargas” das quais destaco a “Happy Birthday Mr. Black” cujo vídeo poderão ver na ligação abaixo.
Caso para dizer que  apesar das duas covers de Tom Waits e da sempre presente garrafa de vinho, aquele piano não bebeu ;)





Em conclusão, foi uma noite bem preenchida em que a comunhão entre a sala e os artistas foi excelente. Esta cidade viu finalmente uma noite de cabaret noire, num cabaret.

Etiquetas: , , ,

Comentários "La Chanson Noire e Mr. Joe Black, Maxime, Lisboa, 15 de Outubro de 2010"

 

Blogger katrina a gotika disse ... (21/10/10 04:57) : 

Adicionado à Crítica de Concertos.

 

Comentar